Dicionário de Raízes Primitivas – Estudos comparativos que demonstram a existência de uma língua mãe pré-histórica e sua difusão universal

R$10,00

Em estoque

Adicionar à Lista de Desejos
Adicionar à Lista de Desejos

Descrição

Descrição

A respeito do autor:
Nasceu em São Paulo, Brasil, a 3 de junho de 1913. Cursou Geologia, na Universidade de São Paulo, com vários diplomas de pós-graduação. Desde os 14 anos, quando tomou contato com os índios Guarani-Nhandeva, de Itanhaém, e aos 21, com muitas tribos do Pantanal quando serviu o Exército em Mato Grosso (Guaiacuru, Andauê, Chiriguano, Terena e outras) passou a interessar-se pelo estudo das línguas da América e suas origens. Estudou cerca de 200 dialetos e elaborou oitenta e três monografias, das quais foram editadas apenas quatro. É autor de seis dicionários: Tupi-Português, Guarani-Português; Dicionário de Topônimos Brasileiros de Origem Tupi; Dicionário da Mitologia Universal; Vocabulário Tupi Comparado; Dicionário de Termos Asiáticos e Ameríndios, este último ainda inédito. Há 40 anos dedica-se incansavelmente à elaboração de sua obra principal Dicionário de Raízes Primitivas, cujo objetivo é demonstrar com evidências o monogenismo linguístico. É co-fundador de dois institutos de arqueologia: I.A.B. Instituto de Arqueologia Brasileira (Seção de São Paulo) e I.P.A., Instituto Paulista de Arqueologia. É Diretor do Museu Particular de Jundiaí “Francisco de Matheo” e Membro Titular do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo.

Sobre a obra:
A impressão deste Dicionário foi feita pela Sociedade Criacionista Brasileira, por ter reconhecido o valor da obra do Autor (ele mesmo um símbolo de perseverança), e por ter vislumbrado o valor de suas pesquisas sobre o relacionamento entre as línguas Tupi e Suméria, que complementam magnificamente o trabalho de Guilherme Stein Jr. sobre a origem comum das línguas e das religiões.

“Neste dicionário”, diz o Autor, “verá o leitor um mesmo termo com o mesmo significado na Ásia, na Europa, na África, na Oceania e nas línguas indígenas da América. Creio, pois, que esta obra irá surpreender muitos estudiosos, que não poderão compreender como cheguei ao âmago do tão complexo problema: a origem comum de todas as línguas, ou melhor, uma prova evidente do monogenismo linguístico”.

Na primeira parte desta publicação é apresentada a posição do Autor a favor do monogenismo linguístico, partindo de alguns pressupostos que embora aceitem alguns conceitos evolucionistas, também reforçam as teses criacionistas.

Na segunda parte é apresentado um resumo do “Dicionário de Raízes Primitivas”, com algumas raízes selecionadas, e com vários interessantes gráficos ilustrativos.

Finalmente, é adicionada uma vasta bibliografia, e ressaltado que, para a execução do trabalho completo, foram consultados mais de 8.000 livros e revistas, bem como documentos raros, durante um período de 40 anos.

Apresenta-se a seguir o Sumário desta publicação:

Dados sobre o autor
Prólogo
Como teria surgido a linguagem falada
Provas do monogenismo linguístico
O corpo humano como medida de todas as coisas
O período neolítico e a expressão da linguagem falada
Resumo do Dicionário de Raízes Primitivas
Bibliografia Mínima
Línguas Ameríndias

Informação adicional

Informação adicional

Peso 800 g
Dimensões 21 × 15 × 0.2 cm
Autor

Capa comum (brochura)

47 páginas

Editora

Edição

Primeira, janeiro de 1999

Idioma

ISBN

Sem número

Seja Sócio da SCB

Quer ser um Sócio da SCB?
Saiba mais informações aqui.

Ou clique no botão abaixo para fazer sua assinatura:

 

Doação

Se quiser colaborar com a causa criacionista da SCB, faça a sua doação clicando no botão abaixo:
Doar para SCB

Entrevista

Nos Siga nas Redes Socias