Em Seis Dias – Por Que 50 Cientistas Decidiram Aceitar a Criação

R$40,00

Adicionar à Lista de Desejos
Adicionar à Lista de Desejos
Categoria:

Descrição

Descrição

Por que alguns homens de ciência, muito bem preparados, ainda acreditam na criação? Por que eles preferiram não acreditar na evolução darwinista ou mesmo na evolução teísta, onde uma inteligência todo poderosa é vista como direcionando os processos evolutivos? Poderiam cientistas acreditar que a vida na Terra tem provavelmente menos de 10.000 anos de idade? Como eles lidariam com as evidências do registro fóssil e as eras sugeridas pela datação radiométrica de rochas de milhões ou bilhões de anos? Os ensaios neste livro levantam questões que são debatidas acaloradamente entre cientistas e educadores, e oferecem uma perspectiva diferente em nossa abordagem para a educação científica.

Durante o século IX, a história bíblica do Gênesis foi relegada à condição de mito religioso, e foi amplamente firmado que apenas as pessoas sem nenhuma educação em ciência ou em métodos científicos, acreditariam seriamente em tal mito. Entretanto, a experiência de John F. Ashton, autor deste livro, é que existe um número crescente de cientistas academicamente bem qualificados, com espírito crítico, que têm sérias dúvidas a respeito das evidências a favor da evolução darwinista, e que escolheram acreditar na versão bíblica da Criação.

Neste livro, 50 cientistas explicam suas razões para essa escolha. Todos os que contribuíram têm doutorado obtido em universidades públicas de prestígio na Austrália, EUA, Reino Unido, Canadá, África do Sul ou Alemanha. São professores universitários e pesquisadores, geólogos, zoólogos, biólogos, botânicos, físicos, químicos, matemáticos, pesquisadores biomédicos e engenheiros.

Embora os capítulos deste livro não esgotem o assunto, constituem uma valiosa introdução à literatura criacionista que tem sido amplamente divulgada pela Sociedade Criacionista Brasileira (www.scb.org.br).

Apresenta-se a seguir o Sumário deste Livro:

Prefácio

Ciência e Origens
JEREMY L. WALTER, Engenharia Mecânica
JERRY R. BERGMAN, Biologia
JOHN K. G. KRAMER, Bioquímica
PAUL GIEM, Pesquisa Médica
HENRY ZUILL, Biologia
JONATHAN D. SARFATI, Química Física
ARIEL A. ROTH, Biologia
KEITH H. WANSER, Física
TIMOTHY G. STANDISH, Biologia
JOHN R. RANKIN, Física-Matemática
BOB HOSKEN, Bioquímica
JAMES S. ALLAN, Genética
GEORGE JAVOR, Bioquímica
DWAIN L. FORD, Química Orgânica
ANGELA MEYER, Ciências Agrícolas
STEPHEN GROCOTT, Química Inorgânica
ANDREW MCINTOSH, Matemática
JOHN P. MARCUS, Bioquímica
NANCY M. DARRALL, Botânica
JOHN M. CIMBALA, Engenharia Mecânica
EDWARD A. BOUDREAUX, Química Teórica
E. THEO AGARD, Física Médica
KER C. THOMSON, Geofísica
JOHN R. BAUMGARDNER, Geofísica
ARTHUR JONES, Biologia

Religião e Origens
GEORGE F. HOWE, Botânica
A. J. MONTY WHITE, Química Física
D. B. GOWER, Bioquímica
WALTER J. VEITH, Zoologia
BEN CLAUSEN, Física Nuclear
EDMOND W. HOLROYD, Meteorologia
ROBERT H. ECKEL, Pesquisa Médica
JACK CUOZZO, Ortodontia
ANDREW SNELLING, Geologia
STEPHEN TAYLOR, Engenharia Elétrica
JOHN MORRIS, Engenharia Geológica
ELAINE KENNEDY, Geologia
COLIN W. MITCHELL, Geografia
STANLEY A. MUMMA, Engenharia Arquitetônica
EVAN JAMIESON, Hidrometalurgia
LARRY VARDIMAN, Meteorologia
GEOFF DOWNES, Pesquisa Florestal
WAYNE FRAIR, Biologia
SID COLE, Química Física
DON B. DEYOUNG, Física
GEORGE S. HAWKE, Meteorologia
KURT P. WISE, Geologia
J. H. JOHN PEET, Química
WERNER GITT, Ciência da Informação
DON BATTEN, Ciências Agrícolas

Veja uma amostra aqui

Informação adicional

Informação adicional

Peso 550 g
Dimensões 21 × 15 × 0.5 cm
Autor

Edição original

New Holland Publishers (Austrália)

Idioma original

Inglês

Tradução

Ieda C. Tetzke

Idioma

Capa comum

324 páginas

Editora

Edição

Primeira, 2010. 2ª Reimpressão, 2019

ISBN impresso

978-85-88611-17-7

ISBN online

978-85-88611-37-5