A Origem da Vida por Evolução: Um Obstáculo ao Desenvolvimento da Ciência

R$35,00

Em estoque

Adicionar à Lista de Desejos
Adicionar à Lista de Desejos

Descrição

Descrição

Fernando De Angelis, vive na Itália, onde nasceu, em Cascia (Úmbria) em 1946. Depois de conseguir seu doutorado em Ciências Agrárias na Universidade de Perugia, dedicou- se preponderantemente ao ensino de Ciências Naturais, Química e Geografia em escolas de segundo grau.

Enquanto frequentava a Universidade teve a oportunidade de ter contato primeiramente com o Evangelho, e logo depois com os evangélicos, o que produziu uma mudança radical em seu modo de pensar e viver.

Confrontado pelo conceito bíblico do criacionismo, De Angelis iniciou um profundo estudo dos diferentes postulados sobre as origens. Em sua busca analisou as várias teorias científicas, considerando os aspectos histórico e teológico envolvidos. Suas descobertas modificaram radicalmente seus pontos de vista. A partir de então, ele tem-se empenhado no estudo da Bíblia e na defesa de seu valor cultural preocupando-se com a difusão do Criacionismo na Itália. Foi um dos fundadores da Associazione Culturale Evangelica “Daniele-Baltazzar”, entidade criacionista italiana que teve relativamente curta duração, e foi a mola propulsora para a fundação da atual “Associazone Italiana Studi sulle Origine”.

Este livro foi publicado originalmente em Italiano, tendo sido traduzido para o Inglês e para o Espanhol, e sua edição em Português foi traduzida por Ruy Carlos de Camargo Vieira e publicada pela SCB em parceria com a UNISA, em 1998 (1ª edição) e em 2004 pela SCB (2ª Edição), com 76 páginas.

Sem pedir que o leitor adote pressuposições específicas, e com uma linguagem acessível, o Autor ataca de frente o problema da origem da vida sob o ponto de vista tanto histórico, quanto científico, apresentando um capítulo útil para o esclarecimento do que vem a ser “Ciência”, e sobre como devemos encará-la. Em particular, desembaraça os fios da meada separando os aspectos científicos sobre os quais criacionistas e evolucionistas poderão concordar, dos aspectos teológico-culturais que dependem da visão de mundo de cada um. É um livro que nos desafia à reflexão, e será de especial interesse para cientistas que ponderam sobre a questão das origens da vida, e de fundamental importância para os professores de ciências naturais, filosofia e teologia.

Este livro é um desafio que nos leva à reflexão. Deverá ser de especial interesse para cientistas que ponderam sobre a questão das origens da vida, e de fundamental importância para os professores de ciências naturais, filosofia e teologia.

Albert Einstein publicamente declarou: “Considero que as doutrinas evolucionistas de Darwin, Haeckel, e Huxley, estão em seu ocaso definitivo.”

O famoso evolucionista italiano Pietro Omodeo escreveu: “O Criacionismo, que na perspectiva atual surge como uma antiga e arraigada doutrina teológica, na realidade foi formulado em fins do século XVII, e só aceito pelo magistério eclesiástico em torno de 1740, após meio século de investigações eivadas de suspeitas.”

Bastam estas duas citações para demonstrar quão urgente se faz uma informação mais equilibrada sobre essa argumentação.

Apresenta-se a seguir o Sumário deste Livro:

Prefácio
Agradecimentos constantes da Edição em Língua Inglesa
Agradecimentos constantes da Edição em Espanhol
Agradecimentos por esta edição em Português
Apresentação do Tradutor

1. Introdução
A – Critérios que foram seguidos
B – Evolução: Um problema a ser esclarecido
C – Geração Espontânea: O velho modo de dizer “Evolução Abiogênica”

2. História da Geração Espontânea até Pasteur
A – A Geração Espontânea antes de Redi
B – Francesco Redi: O primeiro grande golpe sofrido pela geração espontânea
C – A Bíblia: Um livro contra o obscurantismo
D – Nascimento e função do criacionismo fixista. Científico e histórico
E – Spallanzani: Uma vitória Incompleta
F – Pasteur: A morte aparente da geração espontânea

3. Ciência e Metafísica
A – Como opera a ciência
B – A Ciência entre a objetividade e a subjetividade
C – Critérios para a determinação da confiabilidade de uma afirmação científica
D – Conhecimento Científico e Conhecimento Filosófico
E – Comparação entre a possibilidade de experimentação na Ciência e o conhecimento especulativo
F – Os não-especialistas e a Ciência

4. O Problema da Origem da Vida
A – A opinião mais difundida
B – A atmosfera primitiva
C – A complexidade da célula e seus componentes
D – As descargas elétricas como construtoras de moléculas
E – Atenção às interpretações enganosas da estatística
F – Dos aminoácidos às proteínas: outras dificuldades estatísticas
G – Das proteínas às células: um passo proibido

5. Reflexões livres sobre a abiogênese
A – A Abiogênese: Mais metafísica do que Ciência
B – A importância da questão
C – Abiogênese e Evolucionismo: A mesma concepção

6. Bibliografia e Notas
7. Apêndices

Informação adicional

Informação adicional

Peso 150 g
Dimensões 21 × 15 cm
Título original

L’Origine della vita per evoluzione, un ostacolo allo sviluppo della scienza, edição de 1991

Idioma original

Italiano

Autor

Capa comum

76 páginas

Editora

Edição

Primeira, 1998 (UNISA/SCB), Segunda, 2004 (SCB)

Idioma

Tradução

Ruy Carlos de Camargo Vieira

ISBN

Sem número